Vigilantes denunciam: Desde que Cordélia assumiu, nosso salário sempre veio cortado.

Um grupo de vigilantes denunciou na última terça-feira a diminuição arbitrária nos seus proventos salariais.

Segundo informações prestadas por um dos vigias, desde que a gestora assumiu a prefeitura em Janeiro de 2021 até o presente momento, há uma redução brusca no salário destes servidores, o vigia que realizou a denúncia prefere não se identificar temendo perseguições por parte de Cordélia Torres e Jurandi Leite.

Ele diz o seguinte:
Boa Tarde!

Aqui é um Vigia da prefeitura que prefere não se identificar, vim para denunciar a má gestão e o péssimo administrador que é o Sr Jurandir Leite, que vem desde do início do mandato cortando salários quase pela metade dos vigias da prefeitura, são cortes que variam de 200 a 600 reais, um total de 300 vigilantes, e o pior e que sofremos perseguição sempre.

Jota o administrador e Jurandir Leite juntamente com sua equipe vem caçando os servidores da prefeitura, é muita falta de humanidade com muitos pais de família que só vive deste salário para pagar suas contas e ele vem cortando do nada o salário de nós vigias.

Só o meu salário foi 200 mês passado e 500 este mês, fora os de demais vigias que estão com medo de dar as caras.
Por favor nos ajude, obrigado!!!

Jurandi Leite tem sido denunciado constantemente por aderir a uma postura anti profissional, sendo conhecido como “CARRASCO” por parte dos vigias, que chegaram a mencionar que Jurandi Leite não é aquele senhor amigável e gentil que demonstrou ser durante a campanha eleitoral.

Fato é que estes servidores estão desesperados e sem saber o que fazer para honrar com as contas do mês, uma vez que tiveram até 600 reais retirados do salário.

*Eles nunca explicam nada, e quando se dirigem a nós é com arrogância e soberba, se sentem donos da prefeitura, humilham, massacram e ainda riem da situação, a prefeita tem ciência do assunto, contudo jamais se pronunciou, é muita perseguição por parte de quem garantiu que os servidores não seriam perseguidos na gestão dela*.

fonte: Aline Werneck

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *