Vereador contesta afirmações publicadas em site local: “Tem pessoas distorcendo os fatos para tentar justificar o injustificável”.

O vereador e advogado Jota Batista (PSC) concedeu uma breve entrevista a reportagem do site Foco Atual para desmentir uma afirmação postada em um blog local onde foi dito que o vereador havia afirmado a outro edil que “Não havia processo judicial por parte da empresa GWG”.

Em trecho da entrevista o vereador afirma:

Jamais fiz tal afirmação, quem esteve presente na sessão pôde ouvir que eu afirmei e afirmo que não existe DECISÃO JUDICIAL, que gere a obrigatoriedade para a câmara aprovar tal empréstimo, a câmara é independente e vota de acordo com seu próprio entendimento, processo judicial NÃO É DECISÃO JUDICIAL..

 

Entenda o fato:

Jota Batista foi um dos vereadores que contestou um “empréstimo milionário” por parte da prefeitura municipal de Eunápolis em beneficio da empresa Eunapolitana de transportes; a empresa alega que está tendo prejuízo em detrimento da concorrência desleal com os motoristas do transporte clandestino, afirmação sustentada pelo empresário e ex-vereador Adelson Cirilo. O projeto de lei passou pela casa legislativa, e alguns vereadores em discurso na tribuna afirmaram que deveriam votar favoravelmente, pois havia uma decisão judicial que gerava a obrigação de aprovar o referido projeto. Foi neste momento em que Jota Batista afirmou que não existe nenhum parecer judicial que obrigue a casa legislativa a aprovar o projeto.

A partir deste momento que a fala do edil passou a ser estranhamente distorcida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informamos aos nossos internautas que o Foco Atual agora além de possuir suas matérias próprias, agora também somos Agregador de Links
+