Quem de fato é o secretário de saúde Rodrigo Kuada?

Nomeado para uma das pastas mais importantes (talvez a mais importante) do município de Eunápolis, pouco se sabe a respeito do homem que é o responsável pela saúde do município.

QUERIDO POR UNS E ODIADO POR OUTROS

Rodrigo Kuada chegou ao município de Eunápolis logo após o gestor Robério Oliveira ter retornado ao cargo de chefe do executivo, o prefeito chegou a ser afastado por 5 meses em detrimento da operação da policia federal denominada “Fraternos, organização ciranda da propina” a população ainda aguarda o desfecho desta operação.

Fato é que pouco se sabe a respeito do secretário da passa da saúde, inclusive algumas pessoas sequer o conhecem seja por fotos, ou em aparições ao lado do prefeito municipal em alguns eventos.

Seja por culpa total ou parcial de Rodrigo Kuada, a cidade de Eunápolis enfrenta um dos maiores colapsos na saúde, os postos de saúde estão constantemente sem medicamentos, as queixas do mau atendimento do hospital regional estão atormentando os munícipes que necessitam do pleno funcionamento da unidade. Recentemente uma criança de 7 anos da idade foi a óbito dentro do hospital regional, a família acredita ter sido por negligência, no entanto o caso está sendo apurado pelo Ministério Publico, infelizmente por mais eficaz que seja a investigação a vida da criança não será restabelecida.

A QUEM A POPULAÇÃO DEVE RECORRER?

Parte da imprensa local tem prestado um serviço fundamental para a sociedade, sites, blogs e algumas emissoras de rádio e de televisão têm constantemente anunciado e denunciado as mazelas do município. No entanto fica o questionamento: Não seria mais apropriado que a denuncia chegasse ao secretario de saúde antes mesmo de chegar ao Ministério Público?

Em caso de resposta afirmativa, surge outro questionamento: Aonde encontrar o secretário de saúde? Quem são seus assessores? Qual o canal comunicativo para ter acesso ao secretário? Quem receber a denuncia por parte da população irá apurar o fato, ou irá apenas maquear a situação para passar ao gestor a sensação de “mil maravilhas”?

  1. Tesoura esquecida no Abdômen de um paciente após uma cirurgia;
  2. Bebê tem parte da cabeça ferida após corte desproporcional na barriga da mãe no momento do parto;
  3. Criança de 7 anos morre, suspeita é de erro diagnóstico;
  4. Gestante não consegue ter parto realizado, mesmo com contrações a paciente foi mandada para casa;
  5. Mulher morre por falta de UTI com hemodiálise;

São perguntas assim que necessitam de uma resposta imediata, relatos como os elencados acima precisaram vitimar mais quantas pessoas?

Comentário da Jornalista: Secretário de saúde, a população quer lhe conhecer, não apenas por fotos ou transmissões ao vivo no facebook, antes disso quer conhecer o seu trabalho. A sua ausência no Município, ou indisponibilidade é não condizente com a responsabilidade da pasta que você assume, o povo precisa saber o que você tem feito, e o que não tem feito, qual é o seu plano de ação? quais metas você traçou antes de assumir a pasta? quais objetivos já foram alcançados até hoje?

É sabido por todos que um secretário municipal é pago, e MUITO BEM PAGO, para retornar ao município um trabalho impecável, responsável, ético e comprometido, do contrário, deixe a pasta em vacância para que alguém com os atributos necessários possa ocupa-la e fazer o que você não fez. Não adianta dizer que as autoridades judiciais tomaram a frente no caso desta criança, isso ainda é muito pouco, nós queremos ouvir de você e da diretora da unidade Sandra Bedilu o que realmente aconteceu, trata-se de uma criança de apenas 7 anos de idade, existe uma família que está desolada com o ocorrido, e este posicionamento por parte do secretário deve ser exposto não apenas no Ministério Público, mas para a sociedade, uma vez que o seu salário sai dos cofres eunapolitanos.

Sandra Bedilu, está mais do que na hora de você chamar para si a responsabilidade de se manter na dianteira do hospital regional, quantas queixas ocorrem diariamente? Falta de insumos, higiene precária, e mortes que ficaram na penumbra, Eunápolis quer uma resposta.

Foto por: bocão News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *