Garoto de 7 anos morre após ter dado entrada no hospital regional, família acredita em possível diagnóstico errado. Assista o vídeo

Após ter sido internado no hospital regional com sintomas de falta de ar e uma forte dor abdominal, o garoto Paulo de apenas 7 anos de idade morreu ao anoitecer, a família acredita que houve erro no diagnostico medico. No atestado de óbito é dito que a causa da morte foi insuficiência respiratória e pneumonia.

A criança possuía paralisia cerebral e não andava, pois a doença afetou a sua coordenação motora. Na reportagem repórter/Taísa Moura da emissora Tv Bahia, os familiares afirmam que houve erro no diagnóstico, pois durante todo o período em que a criança esteve lá não foi feito nenhum exame que ajudasse a identificar porque a criança sentia tanta dor na barriga.

[SIC] “A médica pediu um exame de sangue e um raio-X torácico, após ele ter saído o resultado, a médica afirmou que não havia constado nenhuma anormalidade no exame do Paulo, ela não pediu nenhum outro exame, não perguntou se o meu filho era especial, a cada hora que passava a dor dele só ia aumentando, até o momento em que o médico entrou na sala e eu perguntei se tinha como fazer uma ultrassom no Paulo, pois ele está reclamando muito desta dor na barriga. Se tivesse feito a ultrassom teríamos descoberto o que ele tinha. O problema era ali na barriguinha dele”. A mãe desabafa.

O OUTRO LADO

O responsável pela ala pediátrica do hospital disse que os médicos tiveram que estabilizar primeiro o quadro respiratório da criança, e que não fizeram o ultrassom pedido pela mãe de Paulo porque não acharam necessário.

Assista na integra a reportagem da TV Bahia.

Até o momento o secretário de saúde não se pronunciou sobre o caso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *