Polícial Militar acusado de participação em assalto se apresenta a Polícia é confessa crime

Na manhã desta terça-feira, (31) o cabo da Polícia Militar investigado por suspeita de envolvimento em um assalto a uma fazenda, se apresentou na delegacia da cidade em Teixeira de Freitas, acompanhado de um advogado e usando um boné que escondia parcialmente o rosto, o cabo Eronaldo de Oliveira Moura Filho, oriundo de Itabuna e que estava lotado no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas.

Foto reprodução/SulbahiaNews

Durante depoimento à Polícia Civil, Eronaldo, que informou ser dependente químico, não negou ter participado do crime e justificou o ato como “surto psicótico. O advogado do PM alegou que o seu cliente já havia solicitado afastamento de suas funções para tratamento, o que não teria sido aceito pela Polícia Militar da Bahia.

Ainda conforme a delegada Valéria Chaves, além do policial, algumas testemunhas já foram ouvidas e o inquérito que investiga o crime deve ser encerrado nos próximos dias.

O cabo investigado é lotado na Companhia Independente de Policiamento de Guardas em Itabuna, também no sul da Bahia. Em nota, a Polícia Militar informou que, após tomar conhecimento do depoimento do policial, o Comando o afastou das atividades operacionais e instaurou um Processo Administrativo Disciplinar, que avaliará a conduta dele sob a ótica dos regulamentos que disciplinam o comportamento dos policiais militares. Segundo a PM, o policial poderá ser punido com a demissão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *