Caso Ronaldo Santana segue impune

Após 3 dias de debates e muitos confrontos entre defesa e acusação, os acusados foram absolvidos.

O júri em sua grande maioria não considerou as provas apresentadas consistentes e que pesava sobre os acusados.

O radialista Ronaldo Santa foi morto em 9/10/1997 quando se deslocava para seu trabalhado na Rádio Jornal junto com seu filho, Alan Márcio.

O radialista foi morto na Av. Duque de Caxias alvejado com quatro tiros, ele ainda seguiu com vida para o Hospital José Ramos mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito pouco tempo depois.

Os acusados pela morte do radialista eram, Maria José Ferreira de Souza (Maria de Sindoiá), António Oliveira Souza (Toninho da caixa), ex-prefeito Paulo Dapé e Waldemir Batista de Oliveira (Dudu).

Todos os acusados foram absolvidos nesta tarde se quarta-feira (16), por volta das 14hrs da tarde.

 

O descontentamento da população é muito grande e chega a ser um assunto bastante comentado nas redes sociais, a população pede justiça e não ficaram satisfeitos com o resultado do julgamento.

*Imagem portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *