Vereadores fiscalizam Hospital de Tratamento de pacientes com Covid-19 a pedido da população e denúncias de profissionais de saúde

O vereador e atual vice presidente da Câmara Municipal de Eunápolis Marcos Rezende – Xinha, esteve na manhã desta terça-feira (11), acompanhado de seus colegas também integrantes da Comissão Especial de Representação Legislativa de Eunápolis, Ramos Filho, Jurandir Leite e Carlos da auto escola, fiscalizando o funcionamento do Hospital de tratamento de pacientes com Covid-19.

Marcos Rezende deu seu relato de como foi realizada a fiscalização e nos contou tudo o que viu na visita técnica que fizeram. Na integra ele fala:

“Na manhã desta terça-feira, após data e horário estabelecidos previamente junto a Direção do Hospital de Tratamento de pacientes com Covid-19 em nosso município, e a Câmara de Vereadores de Eunápolis, compareci ao hospital já mencionado ao lado de três colegas que também fazem parte da Comissão Especial de Representação Legislativa de Eunápolis, Ramos Filho, Jurandir Leite e Carlos da auto escola, para a realização de visita técnica no referido hospital. Que diante de denúncias de profissionais de saúde, e a procura diária da população me exigindo esclarecimentos sobre o funcionamento, total de números de leitos em condições de uso, estrutura física e equipamentos, e me impulsionou a exercer o meu papel de fiscalizador do município. 

A direção administrativa e a direção técnica são representadas respectivamente por Luamar Nascimento Assis, e Dra. Henriene Schneider, que foram as responsáveis por informações prestadas durante a visita técnica.

Nota-se o empenho da direção para o funcionamento do Hospital de Tratamento de pacientes com Covid-19, mas ainda não estão implementados todos os leitos que foram acordados com o município pela Fundação Gonçalves de Carvalho – FGS. Dos 20 leitos de UTI, apenas 8 estão em condições de uso. Dos 20 leitos de enfermaria, apenas 10 estão em condições de uso. Não tivemos muita informação sobre o preenchimento do quadro de recursos humanos. Será que os funcionários já foram contratados? Será que a prefeitura paga por um número de leitos total, mas que ainda não estão em funcionamento?

O fato é: Vimos poucos leitos em funcionamento e o Hospital Regional de Eunápolis aguardava a liberação de duas vagas com perfil de UTI. 

A pandemia continua assombrando a todos nós e, infelizmente, nossa população ainda não conta com um Hospital em pleno vapor.

Enfatizar que o distanciamento social e o uso de máscara são ações insubstituíveis e que salvam vidas!”

 

Por: Redação FocoAtual 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *