PROGRAMA MELHOR EM CASA: A SEGURANÇA DO HOSPITAL NO CONFORTO DO SEU LAR

Muitas pessoas tem dúvidas sobre o Programa Melhor em Casa (PMC) que faz parte da Atenção Básica dentro da Atenção Domiciliar municipal. Entende- se como internação domiciliar, conforme a própria logo marca do programa já diz(A segurança do hospital no conforto do seu lar) .
O programa foi instituído em 2011 através da Portaria ministerial nº 1.208 de 18 de junho de 2013. É um programa que recebe verba federal mensal.
A prioridade do Melhor em Casa é para os pacientes com doença aguda, os pacientes crônicos em estado de agudização e os pacientes complexos. Habitualmente, o cuidado será transitório, exceto nos casos de complexidade progressiva e de cuidados paliativos, quando a equipe realiza o acompanhamento contínuo até o óbito.
O paciente,com perfil do programa, poderá ser captado dentro do próprio hospital, garantindo a desospitalização, ou a partir da própria unidade básica de saúde.


As equipes de cuidadores são formadas, prioritariamente, por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeuta. Outros profissionais como fonoaudiólogo, nutricionista, terapeuta ocupacional, odontólogo, psicólogo, assistente social e farmacêutico podem também compor as equipes de apoio.
O programa funciona durante toda a semana (de segunda a sexta-feira), 12 horas por dia e, podendo ser em regime de plantão nos finais de semana e feriados. Cada equipe atende em média, 60 pacientes no mês, simultaneamente. Cada paciente recebe, normalmente, uma visita semanal. Entretanto, a freqüência pode ser definida conforme o estado clínico e avaliação do paciente.
Na realização do cadastro é exigida a indicação de um cuidador, que poderá ser ou não membro da família.

O Programa Melhor em Casa, sem sombra de dúvida, representa um grande avanço no fortalecimento da atenção domiciliar no âmbito do SUS, e deve ser garantido pelos gestores nos seus municípios.
Você já precisou desse tipo de serviço do Sus ? Como ele funciona em sua cidade ? Como e quantas são as equipes multidisciplinares do seu município ? É fácil o acesso ?
Este site recebe denúncias frequentes da falta desse serviço no município de Eunápolis desde o começo do ano. Denúncias do tipo: não há médico, não há carro, falta de equipe e dificuldade de acesso, são as mais frequentes. A equipe não é conhecida ou divulgada.
Esperamos que um serviço de tamanha importância para a população esteja em pleno funcionamento, garantindo o atendimento digno e humanizado ao paciente e familiar.

Referência: Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *