Procuradora-geral da República determina investigação no hospital de Guaratinga

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, indicou um procurador e um promotor na Bahia para investigarem repasses do SUS para o Hospital Joana Moura, no município de Guaratinga. Há suspeitas de que a unidade de saúde tenha recebidos recursos federais por cirurgias fictícias.

Segundo a Polícia Federal (PF), os investigados recebiam o custeio do SUS para procedimentos médicos e cirurgias fictícias. A operação investiga um grupo suspeito de fazer cirurgias e outros procedimentos médicos “fictícios” na unidade de saúde. Segundo a investigação da PF, os procedimentos médicos não foram realizados de fato, mas foram pagos com recursos do SUS, assim como denunciado aos Ministérios Públicos Federal e Estadual.

Conforme as investigações da PF, as verbas foram repassadas para o custeio da saúde na prefeitura e desviados ilicitamente em benefício dos investigados. A quantia em dinheiro supostamente desviada pelo grupo não foi divulgada pela polícia.

Os envolvidos no crime vão responder por organização criminosa e peculato, de acordo com a polícia.

POR: O GLOBO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *