Policial Militar é principal suspeito de envolvimento em assalto – Teixeira de Freitas

foto reprodução/ teixeiranews

Na tarde de sábado, (28) em uma propriedade rural, localizada na estrada de “Maria Mil Reis”, em Teixeira de Freitas, criminosos armados renderam com as armas apontadas para a cabeça do proprietário, sua esposa e o filho do casal de apenas 12 anos de idade, roubaram R$200,00 e ainda ameaçaram executar todos.

Segundo informação obtida das vítimas, um dos criminosos dizia que iria estuprar a mulher, caso não atendessem o seu pedido. Os criminosos notaram uma movimentação e fugiram do local.  A Polícia Militar (CIPM), foi acionada e mandou ao local uma guarnição, que após buscas, encontrou próximo à sede da fazenda um veículo Fiat Uno, de cor branca, placa policial NYT-8188, em nome de Eronaldo de Oliveira Moura Filho, cabo da Polícia Militar de Itabuna e lotado no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF) . Durante buscas no veículo foram encontrados documentos pessoais, inclusive a carteira funcional, uma boina e um cinto, pertencentes à Polícia Militar da Bahia e um par de tênis. O veículo Fiat Uno apreendido, estava com a placa NYP-8188, licenciado em Itamaraju, mas na verdade a sua identificação verdadeira é NYT-8188.

Ao terem acesso à carteira funcional, as vítimas reconheceram o Cabo Eronaldo como sendo um dos autores do assalto, relatando que ele estava armado e seria o autor das ameaças. O veículo, os documentos e parte do fardamento foram conduzidos à sede da 8ª COORPIN, onde durante análise e consulta nas redes sociais do Cabo Eronaldo, foi encontrada uma foto onde o mesmo estava com o tênis localizado na fazenda assaltada.

Segundo a polícia as provas e reconhecimento por parte das vítimas, não deixaram dúvidas de que o crime foi cometido pelo policial militar e outro comparsa, ainda não identificado.

O caso foi apresentado ao delegado Bruno Ferrari, de plantão na sede da 8ª Coorpin, que ouviu os militares e depois as vítimas. Ferrari abriu inquérito policial para investir oficialmente o caso. O inquérito será repassado às mãos da delegada Valéria Chaves, coordenadora regional da 8ª Coorpin, que será responsável por sua conclusão.

Segundo os primeiros levantamentos feitos pela Polícia Civil, o Cabo Eronaldo de Oliveira, que possui matricula de número 30.294.553-4, e pertence à CIPE de Itabuna, vinha prestando serviço ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), e após o crime, não apareceu para trabalhar neste domingo (29). O caso foi comunicado ao comando da Polícia Militar e a ordem é que o caso tenha total atenção e que o Cabo seja localizado, apresentado à Polícia Civil de Teixeira de Freitas e depois transferido para a Corregedoria da Polícia Militar, em Salvador.  Se não apresentar-se espontaneamente à polícia, a prisão do PM pode ser pedida à Justiça nos próximos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informamos aos nossos internautas que o Foco Atual agora além de possuir suas matérias próprias, agora também somos Agregador de Links
+