O PIB NO BRASIL RECUA 0,1% NO 2° TRIMESTRE E RECUPERAÇÃO FICA ESTAGNADA E PERDE FÔLEGO

Com os números divulgados hoje pelo IBGE no Brasil, o PIB brasileiro cresce 12,4% em um ano e apresenta estabilidade na comparação do primeiro com o segundo trimestre de 2021.

De acordo com a pesquisa divulgada nesta quarta-feira 01 de setembro pelo IBGE, a produção do País fechou em -0,1% no segundo trimestre deste ano, quando comparado com o período anterior; o índice representa estabilidade na avaliação do órgão. Com isso, o Brasil tem alta de 6,4% no PIB do primeiro semestre de 2021.

Na comparação anual – segundo trimestre de 2021 com o mesmo de 2020 – os setores tiveram os seguintes resultados: a agropecuária cresceu 1,3%, a indústria cresceu 17,8% e o setor de serviços avançou 10,8%.

Segundo informações o IBGE, a economia brasileira se manteve estável no segundo trimestre em relação ao anterior, com recuo de 0,1%.

A retomada do setor de serviços, mas alerta para os resultados negativos da indústria e da agropecuária.

No campo, um dos principais motores da economia, a queda foi de 2,8%, influenciada, sobretudo, pelos efeitos da seca histórica que atinge o país. A maior queda foi na agropecuária (2,8%), seguida pela indústria (0,2%), serviços cresceram 0,7, e consumo das famílias ficou estagnado.

Consequentemente, na indústria, o setor sente os impactos da falta de peças para manter a produção, resultado ainda da crise causada pela pandemia.

Outra preocupação, é com o consumo das famílias, que se manteve estável e pode afetar o PIB ao longo dos próximos meses, perdendo o poder de compra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *