CORONAVÍRUS – Jorge Maécio pede urgência para implantação dos leitos de UTI em Eunápolis

Após o Extremo Sul tornar-se novo pico dos casos de pessoas infectadas pelo Novo Coronavírus no interior do estado, o vereador Jorge Maécio (PP) encaminhou ofício ao Governador da Bahia, Rui Costa, pedindo celeridade na instalação dos novos 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no prédio do antigo Hospital das Clínicas, em Eunápolis, anunciados desde maio passado.


Fotos: Milton Guerreiro 


Vale lembrar que não se trata de um hospital de porta aberta, mas regulado para pacientes encaminhados.

O parlamentar foi enfático quanto ao compromisso assumido pelo governador baiano com a população da cidade.

“Mesmo diante a tantas ações e preocupações para o enfrentamento ao Covid-19, e sabedores da proporção que essa pandemia pode tomar nos municípios de nossa região e principalmente em Eunápolis, além das ações de distanciamento, isolamentos social e uso de medidas protetivas, precisamos ter uma estrutura condizente com o potencial de risco da população”. Alertou Jorge Maécio.

Hoje já são 11 os números de mortos na cidade, vitimados pela forma mais agressiva da doença, e mais de 500 positivados. 95% dos pacientes que perderam suas vidas foram transferidos para Hospital em Porto Seguro, Vitória da Conquista e Ilhéus, provocando imensos transtornos aos familiares para realizarem a cerimônia de enterro dos seus parentes.

O vereador lamentou que, “além de ficarem longe de seus entes queridos, durante o tratamento, o translado dos corpos das vítimas fatais provoca gastos adicionais em um momento em que todos estão fragilizados e muitos perderam seus empregos por causa da pandemia que atingiu em cheio as economias de todos os países”.

Nesta sexta-feira (19/06) o vereador, que também é presidente da Câmara de Eunápolis, dirigiu-se ao governador, em ofício, onde “suplica a celeridade para implantação dos prometidos leitos (UTIs e respiradores) que serão instalados, emergencialmente, no antigo prédio do Hospital das Clínicas, a fim de atender a demanda local”.

“Não sabemos quantos desses podem agravar e precisar ficar internados em UTI”, enfatizou Maécio.

O documento foi enviado com cópia ao secretário de estado da Saúde, Fábio Villas Boas.

 

Por: ASCOM/ Jorge Maécio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *