CHUVAS: INFRAESTRUTURA DETALHA COMO RECURSOS SERÃO APLICADOS NA BAHIA; VEJA

O secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, detalhou, nesta terça-feira (28), como os recursos provenientes do crédito extraordinário disponibilizado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) à pasta será aplicado para solucionar danos causados pelas fortes chuvas na Bahia.

Durante discurso em Ilhéus, Sampaio afirmou que trechos de rodovias serão reconstruídos, encostas reerguidas e desvios nas estradas para desafogar o fluxo de veículos. “É um esforço conjunto do governo federal e governo estadual. Não estamos falando de rodovias, concreto, estamos falando de pessoas”, disse.

Na segunda-feira (27), Bolsonaro disse que o governo federal editaria uma Medida Provisória (MP) para abrir crédito extraordinário de R$ 200 milhões para mitigar os efeitos dos temporais na Bahia. Porém, de acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União nesta terça, o valor é distribuído para o Nordeste, Norte e Sudeste. Para a Bahia e outros estados nordestinos, foi disponibilizado R$ 80 milhões.

Rui questiona valores

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), questionou os valores destinados pelo governo federal ao estado, ressaltando que foi prometido R$ 200 milhões, mas apenas R$ 80 milhões foram reservados para os baianos e resto do Nordeste.

“São R$ 200 milhões para o país inteiro: R$ 70 milhões para o Sudeste; R$ 70 para o Norte; e R$ 80 para o Nordeste. […] Eu queria fazer um apelo, porque não é possível recuperar as estradas federais com R$ 80 milhões para o Nordeste. R$ 80 milhões não dá para recuperar as estradas da Bahia”, criticou Rui, que pediu um aporte direcionado especialmente para o Estado.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, então, pediu para responder Rui. “Eu vou responder ao governador”, iniciou. “Quando nós viemos para cá, o presidente nos orientou e disse ‘faça o que for necessário’. Nós estamos sofrendo chuvas em Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Piauí. Temos ao menos sete estados hoje com problemas de chuvas torrenciais”, rebateu. “Estamos aguardando um diagnóstico mais acurado para saber qual a realidade, e será feito o que for necessário, não apenas de recuperação de estradas vicinais, rodovias, mas casas, infraestrutura urbana”, completou.

* A repórter viajou para Ilhéus para cobertura das enchentes no sul da Bahia

Fonte: Globo News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.