Chegada de autores da morte de casal Fabricio Trevizani e Marycelia Bobbio para audiência em Guaratinga revolta familiares.

A chegada dos autores do assassinato do casal Fabrício Trevizani e Marycelia Bobbio, para a Audiência no Fórum de Guaratinga, na manhã desta terça feira (11/12), foi recebida por protestos de parentes e amigos que gritavam “assassinos” e houve até um principio de agressão de familiares contra os acusados e que foi contido pela polícia militar.

A morte  do casal ocorreu  em uma propriedade rural, entre os munícipios de Itabela e Guaratinga, no dia  19 de outubro de 2017. Pelo menos seis  pessoas participaram do duplo assassinato.

Entre os acusados está à ex-mulher de Fabrício Trevizani, Daniella Souza que é  acusada de ser a mandante do duplo homicídio, ou triplo, já que a vitima Marycelia Bobbio, estava grávida.

Consta nos Autos do Processo que a ex-mulher de Fabrício Trevizani arquitetou a morte do casal com a ajuda de seu atual namorado Jhonatan. O jovem que a quatro anos  teria vindo morar na cidade de Eunápolis, vindo do Estado de São Paulo foi um dos cabeças da morte. Ele foi detido primeiro e confessou a participação nas mortes e afirmou que foi a mando de Daniella.

Os acusados e presos, foram Tâniro Fransisco Ribeiro de 23 anos, Rafael Barbosa da Silva, 22 anos, Jhonatan da Silva Teixeira de 24 anos, Daniella  Pinheiro de Souza de 25, um menor de 17 anos, morador de Eunápolis e Jeferson Queiroz Santos, 28 anos.

Um dos principais motivos que levou a mulher a praticar o crime foi o interesse pessoal pelos bens do ex-marido, ela tem um filho com ele, com morte de Fabricio o menor de 5 anos fica como principal herdeiro de todos os bens. Outro motivo seria o fato  de atual companheira de Fabrício Marycelia Bobbio, ter anunciado que estava grávida de dois meses, despertou na ex-mulher uma preocupação de que os bens que até então seria apenas de seu filho, passaria a ser dividido com outro filho de Fabricio.

O que mais chamou a atenção da polícia foi a frieza que Daniella lidou com o caso, ela não demonstrou segundo a polícia, em nenhum momento arrependimento sobre o ocorrido. Outra situação que causa espanto foi o fato dela ter ido na companhia de seu atual namorado ao velório, onde estavam presentes centenas de moradores e familiares das vitimas.

Na confecção do inquérito segundo a polícia, os acusados entraram em contradição na hora de descrever a ação criminosa. O namorado de Daniella alega não ter entrado na casa no dia do crime, mas uma perfuração de faca no pescoço da vitima e que segundo os médicos legistas foi o que matou Fabricio e testemunhada pelos demais integrantes da quadrilha que foi desferida pelo acusado, não deixa duvidas que ele mentiu.

O namorado de Daniella foi quem deu a maioria dos disparos e foi ele também quem deu a facada no pescoço de Fabricio Trevizani. Ele já tem passagem na polícia por ter furtado um arma de fogo de uma Empresa de Segurança Prosegur de Eunápolis, onde o mesmo trabalhava.

As armas apresentadas a polícia pelo namorado de Daniella, estavam enterradas em um residencial de Eunápolis, três das armas eram do grupo e as demais foram subtraídas da casa do casal na propriedade onde acorreu o crime.

Daniella ainda quando era casada com Fabricio Trevizani se envolveu com um homem que registrou momentos íntimos dos dois na cama e publicou na internet. O  vídeo foi sucesso de visualizações no Youtube e cominou com separação do casal.

Os acusados estão sendo ouvido no Fórum da cidade de Guaratinga pelo Juiz de Direito Dr. Rodrigo Quadros. A Jurisdição do duplo assassinato é da Comora daquele município aonde acorreu o fato.

 

POR: GIRO DE NOTICIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informamos aos nossos internautas que o Foco Atual agora além de possuir suas matérias próprias, agora também somos Agregador de Links
+