REPERCUSSÃO PRÓ-WAGNER NÃO AMOLECE O CORAÇÃO DO SENADOR AO GOVERNO DA BAHIA

A eleição na Bahia vem chegando a sua definição final para os grupos políticos nesse mês de março com certeza. A costura que vai definir quem será de fato o candidato da situação para as próximas eleições ao Governo do Estado continuam caóticas e abertas a reviravoltas. Ao longo desta segunda (28), líderes da base vão se reunir buscando soluções do impasse e seu cenário de terra arrasado. Mesmo com uma série de manifestações pedindo que Jaques Wagner (PT) volte a encabeçar a chapa, o ex-governador não teria “amolecido o coração” e quer seguir fora da briga pelo cargo.
Membros do PT a favor da manutenção da candidatura de Wagner fariam uma “plenária da reação”, programada para esta segunda, mas cancelada por conta dos encontros entre deputados federais, Executiva do PT, Rui e Wagner para reavaliarem o cenário montado da chapa.
O encontro pode trazer novas reviravoltas no cenário, que atualmente conta com Otto Alencar (PSD) buscando a eleição para o Governo e abrindo caminho para o governador Rui Costa (PT) buscar uma vaga no Senado.
A saída de Wagner, noticiada pela imprensa na última semana, gerou um alvoroço enorme na base. Deputados estaduais e federais, senadores e mesmo partidos comentaram suas predileções e, em alguns casos, reclamaram da falta de diálogo para a tomada de decisão.

O presidente do PT da Bahia, Éden Valadares, sobre a provável candidatura do senador Otto Alencar em substituição ao também senador Jaques Wagner,  que sua legenda tem “dialogado muito com os aliados, com os partidos e parlamentares”, entre eles o PSD.

“É natural que as especulações aumentem nesse período de definição de chapa. Temos dialogado muito com os nossos aliados, com os partidos e parlamentares”, declarou Éden, por meio de nota.

Éden disse ainda que ele, o governador Rui Costa e Wagner têm “feito o exercício de ouvir bastante” e fazer projeções e que as especulações são fruto disso.”Eu, enquanto presidente, mas também Wagner e Rui, que são nossas maiores lideranças, temos feito o exercício de ouvir bastante, projetar cenários e volta e meia isso vira alvo de especulação. É natural. Mas o PT é um partido grande, plural, que prima muito pelos processos coletivos e respeito às instâncias. Qualquer definição ou atualização da nossa tática eleitoral será discutida e aprovada nos fóruns adequados”, concluiu.

Nossa redação aguarda a definição dessa novela para poder revelar pra vocês!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.