PESQUISAS APONTAM CENÁRIO POLÍTICO DE 2022 NO ESTADO DA BAHIA

De acordo com as recentes pesquisas realizadas na Bahia, se a eleição fosse nesta quinta-feira 27 de janeiro de 2022, Lula do (PT) seria eleito pelos baianos, no primeiro turno. Esse é o cenário demonstrado pela pesquisa divulgada do Instituto Opnus, contratada pelo Grupo Metropole. O pré-candidato petista teria 59% dos votos dos eleitores da Bahia no cenário estimulada, quando os nomes são colocados. Jair Bolsonaro (PL) ficaria em segundo com 21%.

Confira os números da pesquisa espontânea:

Lula (PT) – 51%
Bolsonaro (PL) – 20%
Ciro Gomes (PDT) – 2%
Moro (Podemos) – 1%

Confira os números da pesquisa estimulada, quando os nomes são postos:

Lula (PT) – 59%
Bolsonaro (PL) – 21%
Moro (Podemos) – 5%
Ciro (PDT) – 4%
Dória (PSDB) – 2%

Bolsonaro lidera os índices de rejeição com 69%, seguido do ex-juiz Sérgio Moro, com 59%; Ciro Gomes tem 49% e Lula, o menos rejeitado, com 30%.

GOVERNO DA BAHIA – O ex prefeito de Salvador e pré-candidato ao governo do estado da Bahia, ACM Neto do (DEM), lidera a pesquisa da disputa pelo palácio de Ondina. Porém, no cenário que possui a vinculação dos nomes dos políticos da Bahia com os pré-candidatos a presidência da República, Jaques Wagner (PT) ultrapassa o adversário. Os números mostram sinal de rivalidade no pleito eleitoral deste ano.

Primeiro cenário com nomes isolados:

ACM Neto (DEM) – 52%
Jaques Wagner (PT) – 29%
João Roma (Republicanos) – 5%
Marcos Mendes (PSOL) – 1%

Segundo cenário com nome vinculado a pré-candidatos a presidência da República

Jaques Wagner com Lula (PT) – 46%
ACM Neto com Ciro Gomes (PDT) – 33%
Roma com Bolsonaro (PL) – 11%
Marcos Mendes com Boulos (PSOL) – 1%

A maior queda registrada é ACM Neto (perde 19 pontos). Os que lucram com a vinculação nacional são Jaques Wagner (cresce 17 pontos) e João Roma (cresce 6 pontos). Marcos Mendes fica estagnado.

O candidato com a maior rejeição é Roma com 42%, seguido de Marcos Mendes com 40%, Jaques Wagner com 36% e ACM Neto, o menos rejeitado, com 24%.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número BA-07451/2022. Foram ouvidas 1500 pessoas entre os dias 19 e 22 de janeiro por meio telefônico. A margem de erro é de 2,53 pontos para mais ou para menos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.